Projeto ‘Malinha Viajante’ e ‘Malinha Virtual’ leva livros à casa dos estudantes do Ensino Fundamental de escola da capital

Projeto de literatura ajuda na alfabetização de

alunos de SP durante a pandemia

‘Malinha Viajante’ e ‘Malinha Virtual’ leva livros à casa dos estudantes do Ensino Fundamental de escola da capital

A leitura é um hábito fundamental e tem se tornado ainda mais parte da rotina dos alunos da escola estadual Thomaz Rodrigues Alckmin, no Itaim Paulista, na zona leste da capital. Para ajudar na jornada durante este momento de distanciamento social, os jovens têm participado dos projetos “Malinha Viajante” e “Malinha Virtual”, em que a literatura é aliada do aprendizado e ainda proporciona a união entre as famílias.

A iniciativa nasceu antes da pandemia de COVID-19, quando os estudantes levavam pastas com livros para casa e aproveitavam o final de semana para ler com os familiares. Apesar da suspensão das aulas presenciais, as “malinhas” continuaram sendo entregues na escola, mas o projeto também migrou para o virtual, nos grupos de aplicativos de conversa.

Novo formato

Nesse formato, o “Malinha Virtual” passou a acontecer pelo celular, meio no qual o engajamento continuou presente entre as turmas e trouxe resultados ainda melhores.

“O projeto tem desenvolvido uma série de habilidades nas crianças como a interpretação de texto, formação de vocabulário, melhora na escrita e até no comportamento social, já que a segunda-feira é o nosso dia oficial de falar sobre as leituras e eles mandam áudios nos grupos. No começo era mais difícil, mas hoje já estão perdendo a vergonha de compartilhar as experiências. Presencial ou online, é uma forma de abranger todos os alunos.”, conta a professora Andressa Reguim Tascotti.

Sara Guimarães da Rocha Santos, de 27 anos, mãe da aluna Jullya Guimarães Gomes, de 10, diz que percebeu a melhora no aprendizado da filha durante a participação. “A escrita melhorou muito e ela também aprendeu novas palavras. Acompanho e participo junto, tanto buscando os livros na escola quanto lendo também online. Tem sido muito positivo”, revela.

fonte: SP.gov

Veja Também

Filtro solar: qual a quantidade certa para cada pele?

  Qual a quantidade necessária de filtro solar  para proteger a pele? Quantas vezes é preciso …

2 comentários

  1. Devido à pandemia, qualquer ação visando à alfabetização das crianças é bem vinda. Além da profissão não ser tão valorizada quanto merecia, aqueles que formam pessoas precisam estar sempre se atualizando para fomentar exemplos de pessoas bem-sucedidas no futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *